No último dia 22 nos deixou Joel Schumacher, um diretor que representa muito bem o que foram os anos 90. Atores suados, fotografia saturada, uma pitada de breguice, alguns filmes bons e outros sofríveis, trilhas sonoras maravilhosamente cafonas... enfim, Joel Schumacher deixou sua marca no cinema e no coração dos nerds ao colocar mamilos no Batman e chegou a hora de relembrar sua obra. ASSINE NOSSO FEED! feeds.feedburner.com/Papricast
O futuro é bonito né? A gente olha pra frente e vê aquele mundo limpo, brilhante, cheio de carros voadores, robôs andando por aí e esse futuro só é possível pois as inteligências artificiais perceberam que o único jeito desse futuro acontecer seria acabando com a autonomia da nossa espécie e nos mantendo em fazendas de produção de energia para fabricar mais robôs. Legal, né? É isso que vai acontecer, se você continuar pedindo pra Siri fazer beatbox e traindo sua Alexa com uma versão mais nova. ASSINE NOSSO FEED! feeds.feedburner.com/Papricast
A quarentena tá mexendo com o senso crítico de todo mundo. Voltamos a assistir novelas de 2011, filmes de 2017, séries de 2004. Se a desgraça faz a gente gastar o tempo com qualquer coisa que pareça menos com a realidade, então porque não compartilhar nossos guilty pleasures de quarentena com vocês? ASSINE NOSSO FEED! feeds.feedburner.com/Papricast
Vivemos um momento difícil. Um momento onde a vida deveria imitar a arte, mas para representar algumas vidas, a arte tem que imitar a morte. Morte constante, morte real, morte de sonhos, morte de liberdades, morte de ideias, morte da igualdade, do respeito, do bom senso. Morte de tudo o que há de valioso e valoroso. Morte da nossa humanidade. Morte do futuro. Não deveríamos precisar que um homem se ajoelhasse sobre o pescoço de outro durante quase 9 minutos, tirando sua vida, para perceber o que está quebrado dentro de nós. Mas precisamos e teremos que conviver com isso. A cultura carrega, sim, um saco de ossos nas costas. Mais de quatrocentos anos de ossos. E é essa a sua obrigação. Carregar o peso que nossa vida material não suportaria carregar. Honrados sejam os que pereceram nessa batalha. E que a cultura imortalize suas vozes. Pra todo mundo ouvir. Nesse programa recebemos o Luiz Antônio, psicólogo e roteirista. Você pode acompanhar o trabalho dele através do perfil @afropsi no Instagram e da página do coletivo InCurto Filmes (https://www.facebook.com/incurtofilmes/). Assine nosso feed feeds.feedburner.com/Papricast
View 407 more appearances
Share Profile
Are you Marton Santos? Verify and edit this page to your liking.

Share This Creator

Recommendation sent

Join Podchaser to...

  • Rate podcasts and episodes
  • Follow podcasts and creators
  • Create podcast and episode lists
  • & much more

Creator Details

Location
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil
Episode Count
411
Podcast Count
2
Total Airtime
2 weeks, 2 days
PCID
Podchaser Creator ID logo 839870